After falling in replica handbags love with Beatrice,gucci replica handbag Pierre immediately worked hard. In 2009, after dropping out of college, he took over a hermes replica handbags construction company founded handbag replica by his father and became a replica handbags major shareholder. Later he became the vice president of the Monaco Yacht Club. Personally, it has reached 50 million US dollars.

Blog Clinipampa

Saiba como a fisioterapia pélvica pode ser aliada à saúde da mulher

Notícias - 13 de Março de 2019

A fisioterapia pélvica é uma especialidade da fisioterapia responsável pelo fortalecimento do assoalho pélvico e assim, evita complicações causadas pela perda de força naquela região, bem como incontinência urinária. O assoalho pélvico é o músculo, parecido com uma rede, que é responsável pela sustentação dos órgãos pélvicos.

Um dos problemas mais comuns do enfraquecimento da musculatura pélvica aparece constantemente nos relatos de grávidas e idosos, como o escape do xixi quando a pessoa tosse ou espirra. Também há o risco de queda da bexiga e queda de útero.

A falta de exercícios, enfraquecimento dos músculos, obesidade e doenças relacionadas à bexiga são algumas das disfunções como também as cirurgias que possam machucar os nervos da musculatura pélvica e até mesmo a gravidez ou o parto.

Outro sintoma característico da falta de força na pelve é reparar se vamos ao banheiro muito mais vezes que o colega ao lado em um dia de trabalho, por exemplo. Se você possui a sensação de não poder segurar o xixi e de que a bexiga está sempre cheia, procure um especialista.

As mulheres e a fisioterapia pélvica

Ao longo da gestação, à medida em que a criança cresce, vai sobrecarregando a musculatura da pelve. Assim, a bexiga tende a ficar cada vez mais apertada e menos resistente. Logo, é comum uma maior frequência da necessidade de urinar quando se está gestando.

A fisioterapia pélvica ensina exercícios de fortalecimento e prevenção. Uma vez que o assoalho pélvico está mais forte, a chance de ter bexiga baixa ou até uma laceração no parto vaginal é muito menor.

A fisioterapia também se faz essencial na menopausa. Tendo em vista que a redução do nível de hormônios, na menopausa, diminui o tônus muscular e pode provocar incontinência urinária.

O ideal é consultar uma especialista para avaliar as necessidades de cada pessoa e a partir do problema, indicar os exercícios mais adequados.

Galeria de Imagens


Outros posts recentes