After falling in replica handbags love with Beatrice,gucci replica handbag Pierre immediately worked hard. In 2009, after dropping out of college, he took over a hermes replica handbags construction company founded handbag replica by his father and became a replica handbags major shareholder. Later he became the vice president of the Monaco Yacht Club. Personally, it has reached 50 million US dollars.

Blog Clinipampa

Entenda como a psicologia pode contribuir na luta contra o câncer de mama

Notícias - 24 de Outubro de 2018

Anualmente, o mês de outubro é dedicado à campanha de prevenção ao câncer de mama, com o intuito de conscientizar as mulheres e a sociedade da importância da prevenção e diagnóstico precoce. Aderindo também, ao câncer de colo de útero.

O Conselho Federal de Psicologia entende que na psicologia o corpo físico não deve ser visto isoladamente da experiência de vida das pessoas e também dos determinantes sociais da saúde.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a saúde não é apenas a ausência de doença, mas sim o estado de bem-estar biopsicossocial produzido a partir da interação entre os eixos biológico, psicológico e social.

O Psicólogo Vanderlei Simões explica que o processo psicoterapêutico é indicado a todos os tipos de pessoas com ou sem doenças graves. “O psicólogo é um profissional que irá a ajudar ao seu paciente a encontrar caminhos possíveis, para superar aquilo que lhe causa algum tipo de dor, no caso da mulher que precisa realizar mastectomia o profissional irá trabalhar de modo a auxiliar na manutenção da sua auto estima e realizará um processo psicoterapêutico orientado para o apoio, fazendo assim uma escuta acolhedora dos sentimentos e prováveis direcionamentos para contribuir com a saúde mental da mesma nessa fase de sua vida”, detalha.

Vanderlei ressalta ainda, que o atendimento psicológico ocorre também após o tratamento. “Existe um conceito na psicologia chamado ‘dor total’, e quando algo  envolve os aspectos físicos, sociais e psicológicos de um indivíduo, a mulher que se submeteu a mastectomia ou que realiza químico ou radioterapia, não tem apenas as dores físicas acometidas pela doença, as dores emocionais também se fazem presente e precisam ser tratadas, o acompanhamento psicoterapêutico se dará enquanto a mesma precisar do suporte de seu psicólogo.

Galeria de Imagens


Outros posts recentes